Nós não somos anjos, o grito de mulheres reais

"no somos Ángeles", el grito de las mujeres reales Foto: Instagram

Sob a hashtag #ImNoAngel, os modelos XL mais famosos do momento se uniram para reivindicar as curvas de sua anatomia. Tudo faz parte de uma campanha publicitária contra outra que Victorias Secret fez.


As mulheres reais são definidas por uma variedade de formas, tamanhos e corpos. Não apenas os magros personificam a verdadeira beleza. Sob essa premissa, Candice Huffine, Ashley Graham, Marquita Pring, Lee Lee, Justine Legault e Elly Mayday estrelam a nova campanha da empresa americana de roupas Lane Bryant, especializada em tamanhos grandes. A iniciativa surge como uma réplica para o comercial que há poucos meses lançou a Victoria's Secret estrelando seus 'Anjos', o mesmo que tornou a empresa de lingerie famosa. O Corpo Perfeito, "o corpo perfeito" em espanhol, como a campanha foi chamada, provocou uma grande controvérsia nas redes sociais que o marcaram como querendo perpetuar os cânones de beleza que a sociedade impõe atualmente. Aquilo que encoraja extrema magreza e mede 90-60-90.


Nesta ocasião, os modelos XL mais requisitados do momento se unem para reivindicar suas formas, muito mais ressoando, sob a hashtag #ImNoAngel , "Eu não sou um anjo", em referência aos "outros" anjos. Vestidas de roupas íntimas, as seis mulheres exibem sua anatomia curvilínea sem serem cegadas pela lente do fotógrafo Cass Bird. Ao mesmo tempo, cada um deles mostrou em suas imagens do Intagram em que posam antes do espelho. No copo, mensagens positivas escritas por eles com batom vermelho. No topo, um dos instantâneos da assinatura de Lane Bryant. Abaixo, os "anjos" do Victoria's Secret. Foto: Instagram Outra foto da campanha. Foto: Intagram Nestas linhas, a imagem de Victoria's Secret, que provocou a controvérsia. Foto: Instagram
A selfie de Ashley Graham, uma das modelos estrelando a campanha Lane Bryant, com sua mensagem positiva: "a beleza está acima do tamanho". Foto: Instagram